Tabela Fipe de motos: como são definidos os seus valores?

Tempo de leitura: 3 minutos

Ao pesquisar os preços de uma moto nova, você já deve ter se perguntado de onde tiram os valores para determinar o custo, não é verdade? Sabia que a tabela FIPE de motos é um grande guia na hora de realizar uma negociação?

Com a correria do dia a dia, muitas vezes é necessário fazer um planejamento financeiro e investir em uma moto, só que diversos fatores precisam ser considerados antes disso.

Para tanto, neste post vamos explicar o que significa a tabela FIPE, para que serve e, naturalmente, como os preços são definidos. Acompanhe a leitura e confira!

Afinal, o que é a tabela Fipe?

Em 1973, com o intuito de prestar auxílio à Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade da Universidade de São Paulo, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) foi criada. Basicamente, sua tabela é a referência de valores para veículos novos, seminovos e com uso mais prolongado, contendo os principais índices para nortear quem deseja comprar uma moto, um carro e assim por diante.

Por essa análise, é possível observar todos os modelos e variações de veículos vendidos no mercado nacional, sendo também que a FIPE atualiza mensalmente os preços. Além disso, para que as informações sejam mais contundentes, são desconsiderados aqueles para vendas especiais, tais como os de frotas, os do governo, os blindados, os personalizados etc.

Para que serve essa tabela?

De maneira geral, a tabela FIPE tem a serventia de orientar compradores e vendedores em relação aos preços médios praticados no mercado, até mesmo para evitar discrepâncias nos valores. Quem fica de olho nos índices apresentados por ela tem muito mais chance de fazer um bom negócio e evitar perder dinheiro à toa.

Os números expressos na tabela servirão de parâmetro para estabelecer contratos de compra e venda, para a contratação de seguros e, inclusive, de financiamentos. Essa fonte de pesquisa é de suma importância para efetuar comparativos entre modelos e ter a noção exata se vale a pena ou não investir em um deles.

Como o valor em negociação tem a Fipe como referência?

Embora você já tenha observado que cada concessionária tem seus preços determinados, esses valores tendem a seguir a linha de raciocínio da FIPE, tornando assim a negociação mais justa entre as partes envolvidas.

É importante frisarmos que esse índice de preços será apenas uma base, afinal, não são levadas em conta questões de depreciação, quilometragem, despesas administrativas, entre outros aspectos.

Em uma revenda de motos, por exemplo, por mais que um modelo apareça com um preço na tabela, na prática, esse valor pode subir ao ser comparado a outra marca ou até ao mesmo modelo. Talvez você não tenha percebido, mas a obtenção dessas informações antes de fechar contrato é fundamental para elevar o poder de barganha e contribuir com uma prática correta.

Como os preços da tabela são definidos?

No entanto, por mais que o conceito seja simples à primeira vista, fica sempre aquela dúvida de como a FIPE organiza os preços de cada moto, não é verdade? O instituto leva em consideração os preços anunciados pelos vendedores mês a mês, porém, sempre selecionando os valores mais altos e os mais baixos.

São utilizados como parâmetros para a pesquisa dados coletados dos anúncios em revendedoras, lojas, classificados, sites especializados etc. Fatores como o ano de fabricação, a marca, o modelo e o local de venda são comparados e a composição do valor médio se dá a partir da apuração dos anúncios.

Portanto, se quer evitar levar gato por lebre e adquirir uma moto econômica, preste atenção em todos os fatores apresentados e saiba negociar com os vendedores, sempre considerando as médias da FIPE como base.

E aí, você costuma utilizar a tabela FIPE de motos antes de comprar? Aproveite a visita ao blog e deixe o seu comentário para entendermos melhor a sua opinião sobre o assunto!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *