Seguro de moto: saiba como acertar na escolha

Tempo de leitura: 3 minutos

Com a violência crescendo a cada ano nas cidades, os motociclistas precisam se prevenir de várias formas para dificultar as ações dos bandidos. Principalmente porque sabemos que a moto é um dos bens mais cobiçados pelos ladrões.

Por isso, quem faz um seguro de moto roda mais tranquilo e com a certeza de que o prejuízo não será tão grande no bolso caso algum furto, roubo ou acidente aconteça.

No entanto, para não ser surpreendido com pontos em que o seguro não cobre nada, o melhor a fazer é ficar atento a todos os detalhes do contrato antes de assiná-lo.

Para auxiliá-lo nisso, elaboramos este post com quatro dicas que farão a diferença no seu dia a dia. Venha conosco e ande em paz!

1. Veja o que deve ser priorizado no seguro de moto

Como cada motociclista possui uma rotina diferenciada, você também vai se deparar com pontos no contrato do seguro com inúmeras especificações. Fique de olho no que a seguradora cobre e se isso está de acordo com as suas necessidades.

Por exemplo: existe serviço de reposição de peças caso alguma se danifique em um deslocamento? Afinal, o seguro completo é uma ótima escolha, mas os valores podem afastar muita gente. Por isso, nada melhor do que analisar a sua vida sobre duas rodas.

Uma dica é fazer uma reflexão do que é necessário para a sua segurança e da moto antes de ir à seguradora. Após o planejamento, estabeleça suas prioridades e negocie um valor acessível que caiba em seu bolso.

2. Avalie os seus deslocamentos

Sabendo-se que a maior parte dos motociclistas utiliza o veículo como meio comercial, principalmente para realizar entregas ou transporte de pessoas, o perfil irá estabelecer o valor a ser pago anualmente.

Afinal, quem roda mais acaba ficando mais exposto a possíveis acidentes assim como desgastes mais acentuados das peças e pneus, sem falar no maior risco de furtos e roubos.

Agora, se você utiliza a moto apenas para se deslocar da sua casa ao trabalho e em pequenos passeios nos fins de semana e feriados, certamente o valor do seguro ficará bem mais em conta se comparado a quem trabalha em cima do motor.

Portanto, seja honesto nesse ponto, tendo em vista que as seguradoras realizam muitas varreduras sobre a sua rotina antes de fazer um pagamento em caso de algum problema.

3. Analise se a empresa conta com assistência 24h

Imagine você  a 400 Km de casa e, de repente, a moto apresenta um barulho estranho que acaba fazendo com que ela pare de vez. No momento de ligar para seguradora você recebe a notícia mais esperada do ano: a empresa escolhida não conta com assistência 24h. Você vai passar raiva ou não?

Então, você pode evitar contratempos como este lendo com cuidado o contrato. Exija que haja assistência 24h, pois você não tem bola de cristal para prever possíveis situações adversas.

4. Fique atento ao valor da franquia

Trata-se de outro ponto de extrema importância. Na hora de fechar o seguro da moto, não deixe de verificar o valor da franquia para todos os casos. Isso porque ele poderá ser inviável se comparado ao preço da sua motocicleta. Mais uma vez, a cautela se faz necessária.

Após tomar todos os cuidados e adquirir o seguro de moto, previna-se ainda com dicas simples, como estacionar em locais seguros, evitando ruas desertas e utilizando travas e alarme.

E aí, gostou do nosso post? Que tal levar informação de qualidade aos seus amigos e familiares? Então compartilhe o artigo agora mesmo em suas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *