Saiba como frear uma moto!

Tempo de leitura: 3 minutos

Saber a forma correta de frear uma moto deveria ser um dos principais pré-requisitos para conseguir tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de categoria A, ou seja, a carteira para motociclistas. Mas muitas vezes sabemos que essa prática não é adotada nas autoescolas, onde aprendemos apenas o básico do básico.

Essa falta de conhecimento sobre a frenagem ajuda a aumentar ainda mais o número de acidentes com motos no trânsito, fazendo parecer que andar de moto por si só é um sinônimo de perigo, o que sabemos que não é verdade. Por conta disso, ensinaremos neste artigo a melhor forma de como você deve frear a sua moto em diferentes situações para evitar imprevistos.

Afinal, qual freio devo utilizar para frear a moto: o traseiro ou dianteiro?

Essa é a primeira dúvida que surge quando o assunto é frear a moto. Muitos acabam utilizando apenas o freio traseiro (operado pelo pedal direito) e outras pessoas afirmam que a melhor forma é usar apenas o freio dianteiro (alavanca direita do guidão). Quem está certo?

Na verdade, as duas abordagens estão erradas. Em uma frenagem deve-se utilizar ambos os freios, iniciando pelo acionamento do freio traseiro, que dará estabilidade à frenagem da moto. Logo em seguida o freio dianteiro deve ser acionado e mantido como o principal freio durante toda a frenagem. Especialistas recomendam que essa proporção de aplicação seja de 70% na roda da frente e 30% para a roda de trás.

É claro que esse número vai variar para diferentes tipos de moto. Em casos de motos do tipo custom, chopper e boa parte das touring, a parcela do freio traseiro aumenta uma vez que a distribuição do peso nessas motos se dá mais na roda de trás.

O tipo de freio da sua moto também pode interferir na distância de frenagem. Então, se possível, busque sempre escolher o que vai lhe proporcionar uma parada mais segura.

E na chuva, a regra continua sendo a mesma?

Continua! O que vai mudar com relação à frenagem na chuva é que a intensidade aplicada nos freios deve ser menos acentuada do que as realizadas em pistas secas. De forma alguma acione os freios com força total de uma só vez, pois isso poderá desestabilizar a moto ocasionando em uma queda.

Em curvas, a indicação é a mesma, tendo em vista que a área de contato dos pneus com o chão é menor do que quando a moto está na vertical. Então, se for necessário acionar os freios em uma curva, realize a ação com cautela. O ideal é já entrar na curva com a velocidade ideal.

Em subidas há alguma recomendação?

Como nas subidas a distribuição do peso muda novamente, é possível utilizar mais o freio traseiro. A proporção vai mudar de acordo com a inclinação da subida, mas, mais uma vez, vale a pena lembrar que ambos os freios devem ser utilizados.

Como em toda atividade que envolve técnica, sabemos que apenas a prática vai levar à perfeição. Dessa forma, a melhor dica que podemos passar é praticar bastante e observar os resultados no seu dia a dia. Tente verificar a diferença da distância de parada ao se utilizar somente um dos freios e depois acionando os dois. Cursos de pilotagem esportiva também podem auxiliar no aprendizado.

Gostou de aprender um pouco mais sobre como frear uma moto da melhor maneira? Então deixe seu comentário para que a gente saiba o que você achou deste artigo e para que a gente continue produzindo conteúdos do seu interesse!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *