Como funciona a pontuação da CNH? Entenda!

Tempo de leitura: 3 minutos

Tirar a Carteira Nacional de Habilitação é um grande momento na vida de todo mundo, não importa a faixa etária. Mas, essa conquista apenas inicia um novo ciclo de responsabilidades. Se toda aquela conversa de pontuação da CNH sempre foi algo complicado para compreender, não precisa se preocupar mais.

Neste post, você vai aprender o necessário para manter a sua carteira limpa de carimbos comprometedores. No Brasil, as infrações de trânsito têm duas formas de penalização. Dependendo da gravidade, temos multa e pontuação na CNH ou na Permissão Para Dirigir (PPD).

A consulta de pontos é feita no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) e pode ser realizada pessoalmente, pelo site do Departamento ou pelo aplicativo Autocheck. O número de pontos a ser aplicado está previsto no artigo 259 do Código de Trânsito Brasileiro. Conheça os tipos de infração e seus custos!

Leve

Equivale a três pontos e requer um pagamento de R$ 88,38. São exemplos dessa infração: estacionar no acostamento, parar o veículo em faixa de pedestres e utilizar a buzina em desacordo com as normas. Outra ocorrência bem comum que caracteriza esse tipo de transgressão é estacionar a mais de 50 centímetros do meio-fio.

Média

Quatro pontos e um valor a ser desembolsado de R$ 130,16. Atirar ou abandonar lixo do veículo na via, estacionar na contramão, não mudar de pista antes de dobrar: todas essas ações garantem os quatro dolorosos pontos em sua CNH. Encharcar propositalmente as pessoas que aguardam nos pontos de ônibus também se encaixa aqui. Cuidado!

Grave

As coisas começam a ficar definitivamente sérias: cinco pontos e um custo de R$ 195,23. Nada de estacionar em fila dupla, deixar de conceder a preferência ao pedestre que estiver no meio da travessia ou conduzir animais em parte externa do automóvel. Aqui também entra deixar de prestar socorro à vítimas de acidentes no trânsito.

Gravíssima

Sete pontos na CNH e R$ 295,47. Dentre algumas possibilidades de incorrer na mais potente infração, estão: pilotar com carteira vencida há mais de trinta dias ou sem ter habilitação alguma, falsear declaração de domicílio para conseguir o registro e bloquear vias com o automóvel.

Dirigir sob a influência de álcool também é infração gravíssima e sujeita à doze meses de suspensão do direito de pilotar.

O número máximo permitido na carteira é dezenove pontos em doze meses, pois a partir dos vinte é instaurado o processo de suspensão da habilitação. Motoristas profissionais (como condutores de ônibus e caminhão) não podem ultrapassar os quatorze.

Todo cidadão, ao conquistar o direito à habilitação pela primeira vez, recebe uma Permissão Para Dirigir (PPD), uma espécie de documento provisório, na transição para a definitiva CNH. Quem ainda estiver se utilizando de sua PPD deve pilotar com cuidado redobrado, já que só poderá solicitar a CNH definitiva se não cometer infração gravíssima, grave ou não for reincidente em infrações médias.

E aí, tirou suas dúvidas sobre pontuação da CNH? Você também se interessa por motocicletas? Então, confira agora mesmo o que é necessário para deixar a sua moto mais segura!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *