Moto nacional x moto importada: quais as diferenças entre elas?

Tempo de leitura: 3 minutos

Você está pensando em adquirir uma moto e está em dúvida entre nacional e importada? Qual das duas vale mais a pena? Na verdade, a escolha entre a moto nacional e importada vai depender do seu perfil. Neste texto você vai aprender as principais diferenças entre elas para tomar a melhor decisão. Vamos em frente!

Qual o seu perfil e objetivo de compra?

Como na compra de qualquer motocicleta, a decisão entre moto nacional e importada tem um fator principal: o objetivo. Para que você pretende pilotar a moto? A resposta a essa pergunta vai orientar toda a decisão de compra.

Vamos pensar em algumas das principais razões para comprar uma moto:

  • mobilidade: você pega ônibus depois do trabalho para fazer faculdade à noite e, muitas vezes, fica preso no engarrafamento, chegando atrasado na aula. Assim, quer uma moto para escapar do trânsito;
  • versatilidade: deseja um veículo para dar aquela escapada nos fins de semana e precisa de um modelo que enfrente estradas de terra;
  • economia: você precisa de uma moto para trabalhar entregando encomendas ou mesmo fazendo serviço de moto-táxi. Por isso quer um transporte econômico, que economize combustível;
  • velocidade: você vai comprar a moto dos sonhos para atingir altas velocidades na estrada de asfalto.

Quais as regiões de circulação do veículo? Gosta de velocidade? Conforto é uma questão importante? Todas essas questões moldam o seu perfil e indicam um objetivo, que deve ser levado em conta na hora de decidir entre um modelo nacional ou importado.

Quais os benefícios de escolher uma moto nacional?

A principal diferença entre a moto nacional e importada aparece no bolso por causa de dois fatores: manutenção e seguro.

Existe menos estoque de peças de reposição para motos importadas, por isso, a manutenção delas é mais cara e pode demorar mais até que uma peça chegue à sua loja ou oficina. Já com os modelos nacionais, especialmente os mais novos, as peças são fáceis de achar, e a manutenção e os consertos serão mais rápidos.

A segunda diferença está no valor do seguro. As seguradoras cobram mais caro para as motos importadas justamente pela maior dificuldade de substitui-las. Portanto, se você planeja adquirir uma moto importada, faça um planejamento e monte uma reserva financeira para não correr o risco de deixá-la parada na oficina ou desprotegida de seguro.

Assim, a principal vantagem da moto nacional está no preço, na facilidade de manutenção e no valor do seguro. Contudo, também existe um bom motivo para optar por uma moto importada: quando as características que você deseja não são oferecidas pelos modelos nacionais. Falando nisso…

Por que optar pela moto importada?

Pilotar a motocicleta dos sonhos não tem preço, e pode ser que o modelo que você quer só exista nas motos importadas. Nesse caso, vá em frente. A CBR 1000RR Fireblade SP, por exemplo, é motocicleta esportiva mais leve do mercado e é um modelo que não é fabricado no Brasil. É o mesmo caso da motoneta GL1800 Gold Wing, com um nível de sofisticação e conforto sem igual.

Como escolher entre a moto nacional e importada?

Existem excelentes modelos de motocicletas no mercado, tanto nacionais quanto importadas. Elas atendem a vários gostos, necessidades e bolsos. A melhor escolha para você vai depender do seu perfil e do seu objetivo com a moto, seja ele voltado para o trabalho, lazer nos fins de semana, ou pegar estrada. Assim, reflita sobre essas questões apresentadas e avalie qual modelo está mais alinhado ao que você espera.

Este texto foi útil para você tomar sua decisão entre moto nacional e importada? Então clique para assinar nossa newsletter e fique por dentro das novidades no mundo das motocicletas Honda.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *