Depreciação de veículos: veja como ocorre e o peso na hora da compra

Tempo de leitura: 4 minutos

Tem dúvidas sobre o que é depreciação de veículos? Então, vejamos um exemplo: um carro 0 km, na concessionária, custa R$ 60 mil. Assim que você comprá-lo e retirá-lo da loja, nesse exato momento, ele já perdeu valor. Ou seja, a depreciação ou desvalorização é a redução da vida útil do bem durável.

Isso acontece também com imóveis, máquinas e equipamentos utilizados na produção industrial e com a maioria dos bens de uma empresa.

Por isso, neste post vamos explicar o que significa a depreciação de veículos, para que serve, como é calculada e como esse quesito influencia o preço do veículo. Acompanhe a leitura e confira!

A depreciação de veículos na revenda

A desvalorização é de aproximadamente 20% do valor de um veículo zero quilômetro no seu primeiro ano, sendo que essa taxa reduz progressivamente nos anos seguintes.

Contudo, os valores podem ser individualizados por conta do modelo, das condições de conservação e da origem do veículo.

Os fatores que contribuem para a depreciação de veículos

Esse procedimento depende de diversos fatores. À medida que o veículo envelhece, os critérios para mensurar a depreciação também se alteram.

O que importa é a condição de conservação, como a quilometragem, o número de proprietários e até mesmo onde foi emplacado pela primeira vez. Listamos a seguir os principais fatores. Confira!

Tempo de fabricação do veículo

O valor do veículo é fixado pelo tempo e pelo ano de fabricação. O último aspecto é o que o mercado considera na hora de avaliar seu automóvel. No entanto, é aconselhável avaliar os dois critérios.

Quilômetros rodados

A quilometragem também deve ser considerada. A partir de 60 mil km rodados, é necessário dar mais atenção às peças do veículo. Além disso, os gastos são maiores com manutenção, tanto na aquisição de peças como na contratação dos serviços e da mão de obra.

Histórico de acidentes

Consultar o histórico é uma garantia para o carro usado. De posse do número do Certificado de Segurança Veicular (CSV), consulte no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) da sua cidade a situação do veículo que pretende comprar.

Faça também um exame a olho nu nas condições da lataria e do motor. Procure por sinais que indiquem que houve alguma ocorrência.

Verifique também se o veículo passou por inundações: procure por sinais de terra no piso, nos bancos e nas portas e observe se sente algum mau cheiro em seu interior.

Tecnologia ultrapassada

Um automóvel mais antigo é mais difícil de vender. Atualmente, é exigido que o carro tenha alguns itens, por exemplo:

  • ar-condicionado;
  • vidros elétricos;
  • 4 portas;
  • direção hidráulica;
  • sistema ABS para os freios;
  • câmbio automático.

Para compreender como a depreciação de veículos afeta o preço de um veículo, olhe o valor médio de mercado, compare! Esse dado é facilmente encontrado em sites especializados em vendas de veículos e também na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Ela é aplicada como base de preço dos seguros e estima o valor médio de determinado veículo considerando todas as suas características.

O cálculo da depreciação de um veículo

A depreciação é calculada a partir da diferença entre o preço do carro zero e o valor de venda.

Quer um exemplo? Imagine um carro com 5 anos de uso — divida por 5 o valor do carro zero, o resultado você divide por 12 (meses do ano). O resultado dessa operação é o valor que seu veículo se desvaloriza a cada mês, que começa quando ele saiu da concessionária.

Essas avaliações e valores são apenas critérios e não podem ser utilizados como lei,​​​​ pois dependendo das condições do veículo, ele é mais ou menos valorizado.

Contudo, quando o assunto é 2 rodas, a fabricante Honda, respeitada pela confiabilidade e custo-benefício de seus produtos, mostrou os menores índices de depreciação entre os fabricantes de motocicletas.

Os modelos se destacam pelo baixo índice de desvalorização, consequência de um conjunto de competências, como ampla rede de concessionárias, manutenção fácil e econômica, disponibilidade de peças e credibilidade dos seus modelos junto ao consumidor.

Agora que você já sabe como a depreciação de veículos é uma questão importante, acesse o nosso site para conhecer nossas motos e condições de pagamento!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *