Como lavar a sua moto corretamente em 5 passos

Tempo de leitura: 3 minutos

Uma lavagem descuidada ou a falta de limpeza de uma moto pode danificar ou comprometer a vida útil de muitos dos seus componentes, o que pode causar acidentes e colocar a vida de motociclistas, passageiros e pedestres em risco.

Para evitar que isso aconteça com você, fizemos aqui um passo a passo de como lavar sua moto corretamente. Continue a leitura e entenda o que é preciso para mantê-la sempre nova!

1. Espere o motor esfriar antes de lavar sua moto

O primeiro passo para limpar a moto é se certificar de que, antes de começar a limpeza, o seu motor esteja frio. Se tentar limpar com a peça ainda quente, é possível sofrer queimaduras gravíssimas. Os escapamentos também são peças que se esquentam bastante durante o uso, então fique atento a ele.

Lavar o seu veículo sob o sol também pode aumentar o risco de manchar a pintura e o plástico da moto. Por isso, leve-a para um lugar com sombra e aguarde pelo menos 30 minutos para ter certeza de que todas as peças estarão frias.

Alguns motociclistas gostam de ligar a moto após a lavagem para que ela seque mais rápido, mas saiba que isso também é um erro: além de forçar a máquina, há o risco de queimar o sabão que não foi retirado corretamente.

2. Tenha atenção com as partes mecânica e elétrica

Não use jatos de água fortes para lavar essas partes da motocicleta, pois elas podem ser facilmente danificadas. Prefira usar pincéis para limpar as áreas de difícil acesso ou que acumulam sujeira mais grossa devido à graxa. Caso você note que ainda há sinal de impurezas, utilize um pouco de querosene para remover as camadas mais grossas de sujeira, mas sempre com muito cuidado.

Também é importante prestar atenção aos escapes: o ideal é que os modelos com saída para cima sejam tapados para que não haja acúmulo de água e/ou sabão.

3. Limpe as rodas

Para as rodas em modelos com raios ou que acumulam resíduos resistente, é preciso ter atenção especial. Essas partes podem ser lavadas com um objeto abrasivo, como a palha de aço fina ou uma esponja com parte áspera, embebido em saponáceo cremoso ou em uma mistura de xampu com querosene. Só tenha cuidado para não riscar as rodas.

Girar a roda durante a limpeza poderá facilitar o processo, e é importante limpar também os cubos e sistema de freio da moto. Depois, utilize uma bucha maleável ou um pincel para alcançar e lavar as bengalas do veículo, que acumulam bastante resíduos.

Higienizados os componentes, é hora de secar a moto. Utilize um pano para secar as partes plásticas e lentes da motocicleta e para tirar o excesso de água de outras peças.

4. Lubrifique as correntes após a lavagem

Com tudo seco, lembre-se de lubrificar as correntes da sua moto. Essa parte é muito importante e não deve ser negligenciada, pois a lubrificação diminui o atrito entre os metais, evitando que eles quebrem ou se danifiquem. Esse processo também evita que impurezas fiquem presas nos componentes internos da motocicleta.

Para fazer a lubrificação, você deverá aplicar um óleo específico em toda a corrente. Depois, puxe o cabo da embreagem e passe um spray desengripante, que serve para desemperrar e combater a ferrugem em metais.

5. Faça a limpeza de forma periódica

Não é preciso limpar sua moto toda semana, mas fazer a limpeza ao menos uma vez por mês é fundamental para que tudo fique limpo e livre de impurezas que podem danificar as peças. Assim, você garante a vida útil da moto e faz valer o seu investimento, além de circular pela cidade com um veículo limpo, bonito e bem cuidado.

Agora que você já sabe como lavar sua moto corretamente, que tal receber outras dicas para cuidar bem dela e da sua segurança? Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo do nosso blog!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *