Confira 5 dicas para andar de moto na chuva e evitar problemas

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já teve medo, ou já deixou de sair de moto durante uma chuva? Não é à toa: a pista molhada e a água na moto podem ser um perigo para qualquer piloto, já que aumentam as chances de tombos ou acidentes!

Por isso, no texto de hoje vamos ver 5 dicas para andar de moto na chuva de forma mais tranquila. Continue lendo para que o clima não seja mais um problema para os seus compromissos!

1. Tenha suavidade nos comandos

Rua molhada significa uma estrada mais escorregadia, já que, além da água, você poderá enfrentar lixo ou lama durante o trajeto.

Por isso, evite ao máximo fazer freadas, curvas e aceleramentos bruscos com a sua moto. Principalmente em cima de faixas pintadas no asfalto: como elas já não têm muita aderência com os pneus da motocicleta, você provavelmente não vai conseguir manter o equilíbrio em cima dela.

Se precisar frear, use os freios das duas rodas, e sempre de forma calma e progressiva. Inclusive, sua postura em cima da moto também deve ser cuidadosa: não se incline demais nas curvas abertas.

Lembre-se de que as laterais dos pneus são mais lisas e moles, o que, somado ao estado atual do chão, pode facilmente resultar em uma queda!

2. Evite passar por alagamentos

Em períodos de chuva forte, é bem comum que apareçam buracos na rua. Por isso, seja cuidadoso e evite passar por trechos alagados ou com muitas poças.

Lugares com enchente, além de esconderem buracos, podem ter lixo. Sem contar no risco de entrar água no motor da motocicleta, causando uma pane e muita dor de cabeça para tirar a sua moto dali.

3. Confira o estado dos pneus

Preste atenção na calibragem e nos estados dos pneus. Descalibrados ou carecas, eles perdem a eficiência e aumentam o risco de sofrer danos ou fazer com que a moto perca a aderência.

Por isso, em períodos de chuva constante, faça manutenções frequentes e calibre o seu pneu toda semana.

4. Mantenha uma distância segura dos outros veículos

Assim como você pode sofrer acidentes, os outros veículos também podem. Por isso, mantenha uma distância segura dos outros carros e motos para que, se algum problema acontecer, você não caia no “efeito dominó”.

Em caso de transporte em ruas não pavimentadas, uma dica importante é preferir se guiar pela trilha deixada por outras motocicletas. Assim você tem mais segurança e sabe quais pontos da estrada não têm buracos ou lama para poder pilotar.

5. Use equipamentos de proteção

Não é só a moto que precisa se precaver: o piloto também precisa se proteger da chuva e minimizar os danos que podem ser causados por acidentes.

Não se esqueça da capa de chuva, pois ela te protegerá do frio e da água — coisas que podem atrapalhar a sua concentração no trânsito. Inclusive, algumas capas têm faixas reflexivas, que te fazem ser visto por outros veículos em lugares com baixa visão.

Então, viu como é importante se precaver em épocas de chuvarada?

Com essas dicas para andar de moto na chuva, os riscos de acidentes e outros tipos de problemas são bem menores, além de se ter maior segurança para todo mundo: o piloto, os passageiros e os outros motoristas!

Agora, sabemos que não é só em dias de chuva que um piloto precisa tomar cuidado, certo? Por isso, se gostou deste post, confira mais 10 dicas que trarão mais segurança ao pilotar sua moto no dia a dia!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *