6 importantes dicas para viajar de moto

Tempo de leitura: 3 minutos

Curte viajar de moto? Passear é um dos maiores prazeres da vida. É aproveitar para conhecer novos lugares, entender melhor a dinâmica do seu veículo, sentir o vento no rosto, a adrenalina das curvas e aproveitar as lindas paisagens aos arredores.

Para viajar de maneira segura, econômica e evitar acidentes é fundamental ser cauteloso. Neste post, listamos 6 importantes dicas para você curtir sua viagem de forma prudente e aproveitar bastante essa oportunidade. Confira!

1. Utilize um mapa offline

Planejar e traçar o itinerário para viajar de moto é a melhor maneira de evitar problemas durante o percurso. É muito importante pesquisar sobre quais estradas percorrer, quanto tempo a viagem vai levar, quais os locais de descanso e postos de combustíveis, entre outros. Lembre-se sempre das condições da sua moto.

Utilizar o mapa offline do Google Maps, por exemplo, é uma excelente opção para não ser pego de surpresa em locais onde não há internet no seu celular, tornando a viagem mais segura.

2. Atente-se ao seu conforto

Itens de segurança são necessários, porém devem ser confortáveis, para que sua viagem não se torne cansativa.

Trajes que oferecem proteção e não sejam incômodos são as melhores opções, como jaquetas e calças jeans. Além disso, dê atenção ao capacete, luvas e botas, pois não devem ser apertados nem folgados.

Quanto ao capacete, por exemplo, se for largo, a corrente de ar pode entrar e causar irritação nos olhos. Se for apertado, sua viagem será muito desconfortável.

3. Verifique os pneus e o sistema elétrico

Antes de realizar qualquer viagem, é sempre recomendado visitar o mecânico, a fim de ter certeza das condições da sua moto. Em especial, deve-se verificar os pneus e o sistema elétrico, pois são peças críticas do conjunto mecânico.

Quanto aos pneus, verifique se existem problemas na banda de rodagem, além do desgaste das rodas, averiguando se estão aptos para a viagem que você deseja fazer. Se forem trocados, lembre-se que pneus novos apresentam uma camada de proteção escorregadia, que exige alguns quilômetros para ser retirada.

Em relação ao sistema elétrico, confira se está tudo de acordo e tenha sempre lâmpadas reservas em sua bagagem, principalmente a do farol. Receber uma multa e perder a habilitação não está com nada!

4. Analise a transmissão final da sua moto

O sistema é formado por uma das 3 opções: corrente, cardã ou correia. Se for de cardã ou correia, apenas verifique se está em boas condições. Se for corrente, contudo, é preciso maior cautela.

A corrente necessita de lubrificação periódica, especialmente se você utiliza ou utilizará a moto em estrada de terra. Portanto, além de aferir o estado da peça, um bom lubrificante é item essencial na sua bagagem.

5. Cheque os freios e o filtro de ar

Quando não apresentam problemas significativos, esses itens são esquecidos. É fundamental, no entanto, analisar o estado das pastilhas de freio, para ver se estão em boas condições de uso, assim como verificar se é necessário lubrificar o cabo do freio. Aproveite e lubrifique também o da embreagem e do acelerador, se tiver.

Além disso, examine se o filtro está limpo e desobstruído. Isso pode gerar uma grande economia de combustível.

6. Calcule o combustível necessário

Falando em economia, um dos privilégios de viajar de moto é o consumo. É extremamente econômico, porém deve-se estar atento sobre onde abastecer e fugir da “batizada”. Por isso, na hora de planejar o itinerário, é importante saber quais os postos de parada e a quantidade necessária de combustível.

O intuito é manter o tanque sempre acima dos 50%, para que você não corra risco de parar em locais indevidos por falta de combustível.

E aí, gostou das nossas dicas para viajar de moto e aproveitar todos os momentos de maneira segura, divertida e econômica? Comente o que achou e dê mais sugestões!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *